LUGAR COM IMAGEM, CHEIRO E SENTIMENTO DE PAZ
Esse lugar existe e não está longe dos olhos, do toque e da alma, aliás é dela que vem o cheiro. O sentimento vem da decisão e a paz se resume em uma frase "eu posso", assim saberás que tudo emana de dentro de você e invade as outras almas como perfume maravilhoso chamado amor. Você constrói o seu destino e Jesus orienta no caminho.

KACO BARROS

SHOW DOS BAIRROS E UM CANTO PARA DEUS, CLIQUE NA IMAGEM

SHOW DOS BAIRROS E UM CANTO PARA DEUS, CLIQUE NA IMAGEM
08H ÀS 12H - SHOW DOS BAIRROS E 08H ÀS 10H DOMINGO - UM CANTO PARA DEUS

APENAS REFLITA SUA VIDA

TENHO ALGO A LHE DIZER

CLICK NA MINHA FOTO AQUI E OUÇA AO VIVO O PROGRAMA SHOW DOS BAIRROS

CLICK NA MINHA FOTO AQUI E OUÇA AO VIVO O PROGRAMA SHOW DOS BAIRROS
ESTOU AO VIVO DE 08:00h às 12:00h

DIGITE AQUI UMA PALAVRA QUE VOCÊ PROCURA NO BLOG

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

mensagem 30.11.15

Ser feliz em meio as ruínas…
Ainda nos tempos de guerra, um antigo artesão, proprietário de uma loja de armarinhos, chorava desconsolado ao ver sua pequena lojinha em ruínas.
Uma velhinha, ao passar e vê-lo tão triste, comentou:
– Observe, meu caro senhor, dentre as ruínas, as lãs, as linhas e agulhas estão intactas, com ela podemos fabricar vários agasalhos e gorros para os doentes do hospital.
Ele, sem saber direito o que fazer, ajudou a velhinha na coleta dos artefatos e partiu para um pequeno galpão abandonado, e lá, auxiliado por diversas pessoas confeccionou várias peças de lã.
Terminado o trabalho, sem ainda saber o por quê de seu destino, embrulhou tudo num grande saco, entrou no hospital a distribuir os agasalhos.
Os doentes sorriam de felicidade, pois o frio era intenso e o hospital não estava capacitado para acolher tantos enfermos, muitos estavam descalços, sem mesmo ter um cobertor.
Na distribuição das roupas, o velhinho se deparou com uma menina toda enfaixada, que ao observar aquele rosto sofrido, olhou-o alegremente, derramou algumas lágrimas pelas faixas e então falou:
– Deus, quanta alegria!
O velhinho, ainda sem entender direito a reação da pequena mocinha, comentou:
– Por que estás tão contente com uma simples meia para os pés?
– Não são as meias PAPAI, é a sua presença!
Daí o pobre velho assustado, comentou :
– Papai?
Como Papai…
Minha filha estava na escola quando uma bomba explodiu, todos a julgavam morta. Até eu!!!
– Mas eu sou a sua filha, consegui sobreviver papai, e apesar destas faixas em meu rosto, nunca me senti tão feliz ao saber que o meu grande pai, mesmo numa hora de muito sofrimento, aproveitou os restos de uma ruína e me agasalhou!
E o abraço foi de eterno e doído reencontro de pai e filhas diante de tantas ruínas, decepções, desesperança, um milagre se fez acontecer.
Deus criou o homem para o amor!

Portanto, quando se sentir inútil, fracassado ou destruído, lembre-se que em meio às ruínas de sua vida, você poderá descobrir maneiras de criar alegrias, fazendo o seu próprio mundo, um mundo bem mais feliz.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

mensagem 27.11.15

O rouxinol e a rosa 
U
m Rouxinol que vivia em um jardim. Todo dia ia a uma janela pegar migalhas de pão  qual acreditava que um jovem deixava cair de propósito para ele.  Assim criou um grande afeto por aquele jovem.
O jovem um dia se apaixonou. Mas sua amada pediu uma prova de amor,  queria uma rosa vermelha. Ele  foi atrás mas não encontrou nenhuma rosa vermelha para ofertar a sua amada, era impossível consegui-las naquela estação.

O Rouxinol, escutou tudo, ficou penalizado pela desolação do jovem, teria que fazer algo para ajudar seu amigo, a conseguir a flor.  Assim, a ave procurou Deus que assim falou:
- Na verdade, você pode conseguir uma Rosa Vermelha para teu amigo,  mas o sacrifício é grande, e pode custar-lhe a vida!

- Não importa respondeu a ave. O que devo fazer?
- Bem, você terá que se emaranhar em uma roseira, e ali cantar a noite  toda, sem parar, o esforço é muito grande, seu peito pode  não agüentar.

- Assim farei, respondeu a ave, é para a felicidade de um amigo!
Quando escureceu, o Rouxinol, se emaranhou em meio a uma  roseira, que ficava frente a janela do jovem. Ali, se pôs a cantar,  seu canto mais alegre, precisava caprichar na formação da flor. Um grande espinho, começou a entrar no peito do Rouxinol, quanto mais  ele cantava, mais o espinho entrava em seu peito.

O rouxinol não parou, continuou seu canto, pela felicidade de um amigo, um canto que simbolizava gratidão, amizade. Do peito da pobre ave, começou a escorrer sangue, que foi se acumulando sobre o galho da roseira, mas ela não se deteve nem se entristeceu.

Pela manhã, ao abrir a janela, o jovem se deteve diante da mais linda Rosa vermelha, formada pelo sangue da ave, e nem  questionou o milagre, apenas colheu a Rosa.

Ao olhar o corpo inerte da pobre ave, o jovem disse:
- Que ave estúpida! Tendo tantas árvores para cantar, foi  se enfiar justamente em meio a roseira que tem espinhos...


Cada um, dá o que tem no coração, as vezes cantamos
até morrer. Para um dia alguém descobrir... que esse canto,
era simplesmente para lhe fazer feliz!!

Bom  dia

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

mensagem 25.11.15

A Lamparina
Uma beata de etnia albanesa, nascida no Império Otomano, na capital da atual República da Macedônia e naturalizada indiana, beatificada pela Igreja Católica em 2003. Considerada, por alguns, a missionária do século XX, fundou a congregação "Missionárias da Caridade", tornando-se conhecida ainda em vida pelo cognome de "Santa das sarjetas". Essa historia faz parte da vida dela, assim ela contou:
Algumas de minhas irmãs trabalham na Austrália.
Numa reserva, entre os aborígines, havia um homem bastante velho. Posso assegurar-lhes que vocês nunca viram uma situação de pobreza tão alarmante como a desse pobre ancião. Todos o ignoravam. Seu lar era desarrumado e sujo.
- Por favor, disse-lhe eu certa vez, deixe-me limpar sua casa, lavar suas roupas e fazer sua cama.
- Estou bem assim, respondeu ele, não se preocupe.
- Pois ficará ainda melhor, insisti, se permitir que eu faça isso.
Ele concordou finalmente. Pude, portanto, limpar sua casa e lavar as suas roupas.
Encontrei no meio da bagunça uma lamparina inteiramente coberta de poeira. Só Deus sabe o tempo transcorrido desde que o homem a acendera pela última vez.
- O senhor não acende a sua lamparina? - perguntei-lhe. Não costuma usá-la?
- Não, respondeu ele, não recebo a visita de ninguém. Não preciso de luz. Para quem deveria acendê-la?
- O senhor a acenderia todas as noites se as irmãs passassem a visitá-lo?
- Naturalmente! respondeu ele.
Desse dia em diante, as irmãs combinaram entre si, visitar o pobre ancião todas as noites.
Dois anos se passaram.
Eu tinha esquecido completamente esse homem, quando ele enviou esta mensagem:
"Contem à minha amiga, que a luz que ela acendeu em minha vida continua acesa". A carta foi endereçada à Madre Tereza de Calcutá.


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

mensagem 18.11.15

Havia um homem que vivia sempre sereno e atraía a atenção de todos que paravam para conversar com ele. As pessoas sempre ficavam curiosas para saber qual era o motivo de sua constante alegria e bondade. Um dia, um homem o procurou e lhe falou:
-Você sempre está alegre. Será que nunca fica preocupado com alguma coisa? Não se preocupa com o seu futuro? Será que nunca pensa nos pecados dos quais Deus vai lhe pedir conta? Afinal, nesta vida, todos somos pecadores!

O bondoso homem respondeu:
-O senhor tem toda a razão em dizer que a gente deve prestar contas do mal que faz. Eu, por mim, penso e ajo assim: imagino que estamos presos a Deus com uma corda.
-Como assim? – perguntou o senhor
-Quando a gente peca, a corda se rompe. Mas quando a gente se arrepende e pede perdão, o que Deus faz? Ele pega as duas pontas da corda e faz um nó para reatá-la. Desse jeito a corda fica mais curta e a gente fica mais perto de Deus. Os anos passam e a gente, apesar do esforço, continua falhando, mais Deus vai fazendo mais nós na corda e a gente acaba chegando cada vez mais perto d’Ele, a partir do nosso arrependimento. E cada vez nos tornamos melhores e mais santos, embora sempre pecadores... Então, por que devo me preocupar ou me entristecer?

O senhor ficou muito admirado com a sabedoria do homem e entendeu a situação daqueles que, embora pecadores, conhecem e amam e experimentam Deus.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

mensagem 16.11.15

Agradecimento
Observe as palavras 
Um homem sempre resmungava e reclamava da comida que sua esposa estava colocando à mesa. Nunca estava a seu gosto, os problemas do trabalho o deixavam tenso e quando era servida a refeição, ele pedia aos que estavam à mesa silêncio e orava em agradecimento.
Um dia, depois de sua rotineira reclamação combinada com a oração, sua pequena filha perguntou,
- Papai, Deus nos ouve quando oramos?
- Que pergunta! É claro! Ele respondeu.
- Deus nos ouve toda vez que oramos.
- E ouve tudo o que nós dizemos o resto do tempo?
- Sim, cada palavra. Ele respondeu animado já que tinha inspirado sua filha a ser curiosa sobre questões espirituais.
Ela pensou por uns instantes olhou nos olhos do pai e inocentemente, interroga:
- Então, quais as palavras em que Deus acredita? Quando oramos ou quando reclamamos da vida?....o pai ficou paralisado com aquela pergunta e a partir daquele dia sua oração na verdade teve um novo sentido, uma nova vida, uma atitude real de carinho e amor para com o Pai do céu.

E você, tem reclamado muito da vida? OU AGRADECIDO PELA VIDA?

Eu agradeço a Deus ...Pelos contas que eu pago, porque isso significa que tenho um emprego ...Pela confusão que eu tenho que limpar após uma festa, porque isso significa que estive rodeado de amigos ...Pelas roupas que estão um pouco apertadas, porque isso significa que tenho alimentos para comer ...Pela minha sombra que me segue, porque isso significa que ando ao sol ...Pelas paredes de casa, que precisam ser pintadas, pela lâmpada que precisa ser trocada, porque isso significa que tenho minha moradia ...Por todas as críticas que faço às coisas que não me satisfazem, porque isso significa que tenho liberdade de expressão ...Pelo único lugar para estacionar que encontro, bem ao fundo do estacionamento, porque isso significa que, além de ter a felicidade de poder andar, tenho a sorte de ter um meio de transporte ... Pelo cansaço e os músculos doloridos que eu sinto ao final do dia, porque isso significa que tenho saúde para trabalhar ...Pelo despertador que toca às primeiras horas da manhã, porque isso quer dizer que estou VIVO !E, finalmente ... Pelo bom dia que recebo diariamente, o que significa que tenho amigos que pensam em mim.Por mais difícil que esteja sua situação, tente sorrir.Você verá que será mais fácil passar por mais essa prova ...

mensagem 17.11.15

A prece e as crianças

Um pastor protestante, depois de constituir família, não tinha mais tranqüilidade para orar. Certa noite, ao ajoelhar-se, foi perturbado pela brincadeira das crianças na sala. "Manda os meninos ficarem quietos!" gritou.

Assustada, a mulher obedeceu. Desde então, sempre que o pastor chegava em casa, todos ficavam em silêncio no momento da reza. Mas sentia que Deus não o escutava mais. Uma noite, no meio da prece, perguntou ao Senhor: "o que esta' havendo? Tenho a paz necessária, e não consigo orar!"

E um anjo respondeu: "Ele escuta palavras, mas não escuta mais os risos. Ele nota a devoção, mas não vê mais a alegria". O pastor levantou-se, e de novo gritou para a mulher:

" Manda as crianças brincarem! Elas fazem parte da reza!"
E suas palavras tornaram a ser ouvidas por Deus.

Bom dia!

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

mensagem 13.11.15

Caminho da Paz

Dizem que um homem de fé se aproximou de Jesus e indagou, após externar-se em manifestações de júbilo e reverência:

- Senhor, onde é o caminho da paz? O que fazer com meu filho que me arrasa a tranqüilidade, se perdendo em rebeldia?
- Abençoa-o sempre - respondeu o Divino Mestre - procurando socorrê-lo com mais amor.

- E como agir, à frente de meu tio, aquele que me roubou a herança dos meus avós?

- Busca perdoá-lo, usando compaixão e esquecimento.
- E meu antigo sócio? Como proceder com esse homem que tanto me prejudicou e mentiu sobre mim?
- Desculpa-o, orando em favor dele.

- Tenho quatro empregados ignorantes...
De que maneira a ter harmonia em lidar com eles que sempre me trazem dor de cabeça e problemas todos os dias?

- Saberás instruí-los. Tenha calma e paciência para lidera-los.
- Minha vida está repleta de perseguidores Mestre... o que fazer com essa gente cruel?

- Esquecerás qualquer agravo e auxiliarás em benefício de cada um, tanto quanto puderes. 

Neste momento o devoto baixou a cabeça, sentindo-se na presença da verdade, e considerou timidamente:

- Senhor, estou satisfeito.

Conta-se que Jesus fez um carinho em sua cabeça dolorida e o abraçou como um irmão mais velho e ao se despedir falou:
- Então, vai, serve sempre e não perguntes mais.

Bom dia!

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

mensagem 12.11.15

Você esta indo para onde?
 Uma vez um professor de canto respondeu a uma aluna, que lhe tinha perguntado como transformar-se numa estrela: "Levante-se e cante. Se você não fizer no mínimo isso, ninguém no mundo vai saber que você tem nem mesmo uma canção".
 Assim começamos nossas vidas, e também nossas vidas profissionais: levantamo-nos e cantamos, cheios de motivação, energia e uma atitude positiva contagiante. Com o passar do tempo (e os tombos, cicatrizes, erros e acertos), existe uma tendência à acomodação.
 O fato é que quando pego alguém reclamando da vida, ou ouço alguém reclamando de quanto ganha, não consigo deixar de pensar: "O que as pessoas terão para lembrar de você quando você morrer?" Ou seja, que diferença você faz hoje na vida das pessoas? Se alguém fosse imitar você, como seria?
 Se você acredita na Lei do Bumerangue, "tudo o que você atira na vida, volta", você com certeza entende que temos basicamente duas liberdades: a de fazer o que queremos fazer, e a de fazer o que deve ser feito. Muitas vezes, essa é a simples diferença entre não falhar (e levar uma vidinha medíocre) e arriscar-se a ter sucesso.
 Então, ser um profissional novato, cheio de energia, não é uma questão de idade ou experiência - é uma questão de atitude. Não interessa de onde você veio, mas sim para onde decidiu ir.


E você? Ao acordar todos os dias pela manhã, você se levanta para cantar a sua própria canção, do seu jeito, ou para dançar conforme a música dos outros?

Bom dia!

terça-feira, 10 de novembro de 2015

mensagem 10.11.15

A lição do fogo                   
Membro de determinado grupo, ao qual prestava serviços regularmente, deixou de participar de suas atividades, sem nenhum aviso.  Após algumas semanas, o líder do grupo decidiu visitá-lo. Era uma noite muito fria.   O líder encontrou o homem em casa sozinho, sentado diante da lareira, onde ardia um fogo brilhante e acolhedor.

Adivinhando a razão da visita, o homem deu as boas-vindas ao líder, conduziu-o a uma grande cadeira perto da lareira e ficou quieto, esperando.

O líder acomodou-se confortavelmente no local indicado, mas não disse nada. - No silêncio que se formara, apenas contemplava a dança das chamas em torno das achas de lenha, que ardiam.
Ao cabo de alguns minutos, o líder examinou as brasas que se formavam e cuidadosamente selecionou uma delas,, a mais incandescente de todas, e empurrou-a para o lado.

Voltou então a sentar-se, permanecendo silencioso e imóvel.
O anfitrião prestava atenção a tudo, fascinado e quieto.
Aos poucos a chama da brasa solitária diminuiu, até que houve um brilho momentâneo e seu fogo apagou-se de vez.
Em pouco tempo o que antes era uma festa de calor e luz, agora não passava de um negro, frio e morto pedaço de carvão recoberto de uma espessa camada de fuligem acinzentada.

Nenhuma palavra havia sido dita desde o protocolar cumprimento inicial entre os dois. O líder, antes de se preparar para sair, manipulou novamente o carvão frio e inútil, colocando-o de volta no meio do fogo. Quase que imediatamente ele tornou a incandescer, alimentado pela luz e calor das brasas ardentes em torno dele.

Quando o líder alcançou a porta para partir, o anfitrião disse:
- Obrigado por sua visita e pelo belíssimo ensinamento.

Estarei voltando às minhas atividades amanhã. Deus o abençoe!

mensagem 09/11/15

Jarros                  
Diante dos atentos discípulos, o mestre colocou dois jarros idênticos sobre a mesa e disse,
- Deus não olha como os homens olham para as coisas. O homem olha para a aparência externa, mas os olhares de Deus vão ao coração.

Fez uma ligeira pausa e continuou,
- Estes jarros vieram da mesma fábrica, foram feitos com os mesmos materiais e podem conter a mesma quantidade. Mas são diferentes. Explicou.

Então ele virou um dos jarros e dele escorreu mel. Virou o outro jarro e deste escorreu vinagre.
- Quando um jarro é virado, seu conteúdo se torna exposto ao escorrer para fora.

Até que os jarros fossem virados, pareciam iguais. A diferença era o que tinham por dentro e que não podia ser visto. Quando foram virados, seus conteúdos foram revelados. Disse ele.

E após muito breve pausa, concluiu,
- Enquanto nós não somos virados, tempo uma boa face. Mas quando somos virados, revelamos nossos íntimos pensamentos e atitudes.

Se alguém o virasse hoje, O que escorreria para fora? Você revelaria o "mel" da generosidade e paciência, ou o "vinagre" da raiva e sarcasmo?

Bom dia!

sábado, 7 de novembro de 2015

mensagem 07.11.15

Dois irmãos decidiram cavar um buraco bem profundo atrás de sua casa. Um tinha 9 e o outro seis anos.
Enquanto estavam trabalhando, dois outros meninos pararam por perto para observar.

O que vocês estão fazendo? - perguntou um dos meninos.

Nós estamos cavando um buraco para sair do outro lado da terra! - um dos irmãos respondeu entusiasmado, o de seis anos.

Os outros meninos começaram a rir, dizendo aos irmãos que cavar um buraco que atravessasse toda a terra era impossível.

Após um longo silêncio, um dos escavadores, o de 9 anos,  pegou um frasco completamente cheio de pequenos insetos e pedras valiosas. Ele removeu a tampa e mostrou o maravilhoso conteúdo aos visitantes gozadores. Então ele disse confiante,

Mesmo que nós não cavemos por completo a terra, olha o que nós encontramos ao longo do caminho!

Seu objetivo era por demais ambicioso, mas fez com que escavassem. E é para isso que servem os objetivos: fazer com que nos movamos em direção de nossas escolhas, ou seja, começarmos a escavar!

Mas nem todo objetivo será alcançado inteiramente. Nem todo trabalho terminará com sucesso. Nem todo relacionamento resistirá. Nem todo amor durará. Nem todo esforço será completo. Nem todo sonho será realizado.

Mas quando você não atingir o seu alvo, talvez você possa dizer : Sim, mas vejam o que eu encontrei ao longo do caminho! Vejam as coisas maravilhosas que surgiram em minha vida porque eu tentei fazer algo!

É no trabalho de escavar, que a vida é vivida. E, afinal, é a alegria da viagem que realmente importa nessa caminhada. Vou lhe convidar agora para escavarmos o mundo, você iria zombar do convite ou daria o primeiro passo? Você é quem decidirá.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

mensagem 05.11.15

O discípulo e o balaio
Um discípulo chegou para seu mestre e perguntou:
- Mestre, por que devemos ler e decorar tantas orações se não conseguimos memorizá-las completamente e com o tempo as esquecemos?
O mestre não respondeu imediatamente. Ele ficou olhando para o horizonte e depois ele ordenou ao discípulo:
- Pegue aquele balaio de junco, desça até o riacho, o encha de água e o traga até aqui.
O discípulo olhou para o balaio, que estava bem sujo, e achou muito estranha a ordem do mestre, mas mesmo assim, obedeceu. Pegou o balaio sujo, desceu os 100 degraus da escadaria até o riacho, encheu o cesto de água e começou a subir de volta.
Como o balaio era todo cheio de furos, a água foi escorrendo e quando o discípulo chegou até o mestre, já não restava mais água nenhuma.
O mestre, então, perguntou:
- Então, meu filho, o que você aprendeu?
O discípulo olhou para o cesto vazio e disse:
- Aprendi que um balaio de junco não segura a água.
O mestre ordenou-lhe que repetisse o processo.
Quando o discípulo voltou com o balaio vazio novamente, o mestre perguntou:
- Então, meu filho, e agora, o que você aprendeu?
O discípulo novamente respondeu com sarcasmo:
- Balaio furado não segura água.
O mestre, então, continuou ordenando que o discípulo repetisse a tarefa.
Depois da décima vez, o discípulo estava todo molhado e exausto de tanto descer e subir as escadas. Porém, quando o mestre perguntou de novo:
- Então, meu filho, o que você aprendeu?
O discípulo, olhando para dentro do balaio, percebeu admirado:
- O balaio está limpo! Apesar de não segurar a água, ela acabou por lavá-lo!
O mestre, por fim, concluiu:

- Então, meu filho, não importa que você não consiga decorar todas as orações. O que importa, na verdade, é que elas purificam sua mente e sua alma.

FAÇA AQUI SUA PESQUISA ESTUDANTE

FAÇA AQUI SUA PESQUISA ESTUDANTE
banco de dados na Internet com informações científicas, artísticas, históricas, tecnológicas, esportivas, educacionais e culturais.

MENSAGENS DO PROGRAMA SHOW DOS BAIRROS COM KACO BARROS

Postagens populares

NATIONAL GEOGRAPHIC A ORIGEM DA VIDA

GRANDIOSO ÉS TU

TUDO SOBRE COMO FALAR EM PÚBLICO

TUDO SOBRE COMO FALAR EM PÚBLICO
VIDEOS E AULAS GRÁTIS. CLICK AQUI!

VEJA E CANTE

VEJA E CANTE
Pe. Zezinho é meu irmao em cristo